The Inner Game e o mundo corporativo: Sucesso

Quando foi criado, há 40 anos, o conceito do Inner Game era focado no desenvolvimento de jogadores de tênis, que precisavam alcançar um verdadeiro estado de atenção para conseguir o que desejavam – se tornarem jogadores melhores.

Mas os resultados foram surpreendentes e a metodologia foi amplamente difundida para outros esportes, a música e o mundo corporativo, onde encontrou um ambiente extremamente adequado para aplicação de seus conceitos.

Tim Gallwey, o criador do conceito e precursor do coaching no mundo, auxiliou grandes empresas como Apple, IBM, AT&T, Coca-Cola, Harley Davidson, entre outras, com o Jogo Interior, transformando ambientes corporativos em espaços de aprendizado, prazer e alta performance.

Entendendo a metodologia Inner Game

O Inner Game é uma filosofia ampla que visa a entender melhor como as decisões dos seres humanos são tomadas e como elas interferem no mundo exterior. É focada na forma como as pessoas lidam com seu verdadeiro eu, que nasceram com elas e está em constante desenvolvimento, e aquele eu crítico e julgador, formado a partir das experiências vividas ao longo da vida.

O objetivo do Jogo Interior é potencializar a essência das pessoas, fazendo com que questionem o que aprenderam antes, não julguem e conheçam seus potenciais. A ideia é que todos alcancem sua excelência individual, com aprendizado, performance e sentimento de realização.

Inner Game no mundo corporativo

As organizações são construídas por pessoas, equipes e processos. Por isso, o Inner Game é capaz de oferecer às empresas uma metodologia de valorização das pessoas, aprendizado e aumento de desempenho.

A ideia principal da metodologia nas companhias é baseada em um fórmula, que afirma que desempenho é igual ao potencial menos as interferências. Ou seja, para que a performance corporativa seja melhor, é necessário aumentar o potencial das pessoas e/ou eliminar aquilo que as atrapalha: medo, estresse, falta de foco, descomprometimento, tédio, dúvidas etc.

Nesse cenário, o coaching Inner Game prepara os líderes das organizações para enxergarem além de fatores externos, entendendo os aspectos que afetam os funcionários para conseguir desenvolver suas habilidades.

O conceito básico do método está focado em três pontos principais:

1. Ajudar as pessoas a aprenderem e a pensarem por si próprias;

2. Ajudar gestores e executivos a desenvolverem funcionários e equipes;

3. Ajudar as lideranças a criarem organizações voltadas à gestão de conhecimento e aprendizagem.

Alcance de melhores resultados

Ao colocar em prática os conceitos criados por Tim Gallwey, líderes, CEOs, empreendedores e outros profissionais serão capazes de transformar a organização. Empresas vencedoras são aquelas que possuem funcionários mais preparados, focados e capazes de ter pensamentos próprios e, consequentemente, inovadores. Por isso, em uma gestão estratégica o foco deve ser alcançar alta performance de forma que a competitividade interna seja sadia e os profissionais busquem e alcancem crescimento pessoal. Com o Jogo Interno, corporações estarão preparadas para mudanças e contarão com líderes e sucessores dedicados, realizados e eficientes.

O criador do Inner Game e precursor do coaching, Tim Gallwey, estará em BH no dia 30 de agosto para ministrar a palestra The Inner Game: a essência da liderança e do aprendizado por experiência. O evento, realizado pela Moove Desenvolvimento Humano e Organizacional e a The Inner Game School by Tim Gallwey, é uma pré-conferência do Fórum Anual da ABRH-MG e possui vagas limitadas. Garanta sua presença no link sympla.com.br/tim-abrh2017.